quarta-feira, 26 de outubro de 2016

O Brasil inteiro aguarda a notícia, que pode vir a qualquer momento: Lula foi preso!

Lula na sua caixinha de pose (Foto copiada de publicação do PSDB)
  

RAY CUNHA


BRASÍLIA, 26 DE OUTUBRO DE 2016 – Na bolsa de apostas da Lava Jato o acontecimento mais aguardado por todos os brasileiros é a prisão, praticamente inevitável,  do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pôs o PT no poder em 2003 e governou por 8 anos, sucedido pela ex-presidente Dilma Rousseff, defenestrada em 31 de agosto passado, e que ficou seis anos no Palácio do Planalto.

Segundo a manchete de ontem de O Globo, Marcelo Odebrecht, ex-mandachuva da maior construtora do país, a Odebrecht, e mais 50, fecharam acordo de delação premiada na Lava Jato, a operação que apura a maior roubalheira encetada contra o erário brasileiro em todos os tempos. Já se sabe que Lula conseguia grandes obras em ditaduras mundo afora para a Odebrecht com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e recebia uma grana preta por isso. Há indícios também de que Lula comandou a rapinagem que quase destruiu a Petrobras.

O fato é que Lula se tornou o político mais amado e odiado do país. Amado por petistas, bolivarianistas e comunistas em geral, Lula é odiado pelos patriotas, aqueles que lutam para que o Brasil não se torne uma Venezuela. Os venezuelanos estão comento o lixo da cúpula da ditadura de Hugo Chávez Maduro; muitos estão pedindo esmola em Boa Vista, capital do estado de Roraima.

Estima-se que de 1 de janeiro de 2003 a 31 de agosto deste ano, o PT, sempre sob o comando de Lula, tenha promovido um prejuízo de R$ 3 trilhões, além de deixar a infraestrutura básica do país, a Educação, a Saúde e a Segurança, incluindo as Forças Armadas, entregues às traças. A recuperação disso só será possível com trabalho contínuo durante pelo menos duas décadas, e investimento de 3 trilhões, mas de dólares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário