domingo, 31 de julho de 2016

Curso de Formação Profissional em Acupuntura está com inscrições abertas na ENAc, na 709/909 Sul


BRASÍLIA, 31 DE JULHO DE 2016 – A Escola Nacional de Acupuntura (ENAc) está com inscrições abertas para o Curso de Formação Profissional em Acupuntura, com duração de dois anos – 2.080 horas/aula e 440 horas de estágio ambulatorial, num total de 2.520 horas/aula. As aulas são diárias e presenciais: 4 horas/aula de segunda a sexta-feira, das 8 horas ao meio-dia; ou das 19 horas às 22h30, em conformidade com orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mais informações serão obtidas pelos telefones: (55-61) 3242-3289 e (55-61) 3244-6973
E-mail: enacdf@gmail.com
Site: www.enacdf.com.br.

As inscrições poderão ser feitas na ENAc, na Entrequadra 709/909 Sul, Edifício Fape, Loja 1, próximo à Cultura Inglesa – local de fácil acesso e amplo estacionamento público. Para matricular-se no curso, o candidato precisa apresentar certificado do ensino médio, ou comprovação de matrícula no último ano do ensino médio. O diploma da instituição habilita à clínica regular e abertura de consultório próprio.

Mantida pelo Instituto Superior de Ciências da Vida (ISCV), a ENAc é a única escola de formação profissional em acupuntura credenciada pela Secretaria de Educação do Distrito Federal, reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e autorizada a conceder diploma de acupunturista.

CUIDADOS EM MEDICINA CHINESA PARA CÃES E GATOS – A ENAc também está com inscrições abertas para o Curso de Cuidados em Medicina Chinesa Para Cães e Gatos, a ser ministrado pela professora Áurea Daia Barreto, médica veterinária, acupunturista, homeopata e fitoterapeuta. O curso ocorrerá em seis encontros quinzenais, sempre aos sábados.

O objetivo é desenvolver teoria e prática de técnicas e procedimentos próprios do universo da medicina tradicional chinesa, como acupuntura, dietoterapia, fitoterapia etc., para cuidados e tratamentos específicos de cães e gatos. O público alvo é acupunturistas, estudantes de acupuntura e médicos veterinários com conhecimentos básicos de medicina tradicional chinesa.

ATENDIMENTO AMBULATORIAL – A ENAc conta ainda com ambiente ambulatorial de excelência em MTC, oferecendo tratamento de qualidade para a população a preços acessíveis, incluindo orientação em alimentação terapêutica chinesa e tuiná (massoterapia chinesa). O atendimento ambulatorial poderá ser agendado de segunda a sexta-feira, das 8 às 22 horas, para os seguintes dias e horários:

Manhã – segundas, quartas, sextas e sábados:  das 9 às 11 horas
Tarde – segundas e sextas: das 14 às 17 horas
Noite – terças e quintas: das 19 horas às 20h30

Associados, funcionários e seus dependentes legais do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) encaminhados ao ambulatório da ENAc terão desconto de 25% sobre a tabela dos serviços, de acordo com convênio assinado pelas duas entidades.

Mais informações serão obtidas pelo telefone: (61) 99875-9500.

ACUPUNTURA – De ampla cobertura e eficácia terapêutica, a acupuntura é reconhecida pela OMS e foi incluída na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, durante a V Sessão do Comitê Intergovernamental da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em 17 de novembro de 2010.

Os pilares da acupuntura começaram a ser erguidos a pelo menos 5 mil anos, na China. Os chineses descobriram que além dos sistemas cardiovascular e linfático, há uma teia de meridianos corporais, ou de acupontos, um delgado sistema tubular, nos quais circula a energia vital. 

Até o século 19, supunha-se que esses meridianos eram imaginários, mas nos anos de 1960, o cientista coreano Kim Bong Han injetou isótopo de fósforo num acuponto e observou a absorção da substância pelo organismo, por meio de microrradiografia. Resultado: o isótopo percorreu o clássico traçado daquele meridiano.

Experiências semelhantes foram realizadas por outros cientistas, como os franceses Jean-Claude Darras e Pierre de Vernejoul, e os norte-americanos James Hurtak e Roberto Becker. O resultado foi o mesmo obtido por Kim Bong Han.

QUEM PODE PRATICAR ACUPUNTURA NO BRASIL? – Em setembro de 2013, o programa Cidadania, da TV Senado, levou ao ar esclarecedora e atualíssima entrevista sobre acupuntura, ao entrevistar o biólogo e acupunturista Ricardo Antunes, diretor de Relações Institucionais da Sociedade Brasileira de Acupuntura Tradicional (Sbat) e diretor da Escola Nacional de Acupuntura, e o médico acupunturista Gu Zhou Ji, vice-presidente Executivo da Associação de Intercâmbio China-Brasil. O que é acupuntura, ato médico, quem pode praticar acupuntura no Brasil? Tudo isso é abordado durante a entrevista, de 28:44 minutos. VEJA O VÍDEO


MAIS INFORMAÇÕES

Pelos telefones: (55-61) 3242-3289 e (55-61) 3244-6973
Para atendimento no ambulatório: (61) 99875-9500

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Brasília eviscerada

RAY CUNHA
raycunha@gmail.com

BRASÍLIA, 21 DE JULHO DE 2016 – Quem caminhava hoje de manhã pela via que separa o Guará I do Guará II, logo depois da Feira, rumo sul, deparou-se com as árvores aleijadas. Operários as seccionavam quase ao meio, ou davam-lhe formato de V, para que não tocassem os fios dos postes de luz. Brasília foi planejada para ser moderna, com a fiação elétrica estendida em túneis. Mas nunca foi moderna. O coronel de barranco Joaquim Domingos Roriz passou duas décadas corrompendo-a, e parindo ovos de jararaca.

Brasília é um três por quatro do Brasil, o valhacouto de assassinos, ladrões, estupradores, traficantes, corruptos perigosíssimos, como Lula Rousseff; desconfia-se que o capo di tutti capi tenha desviado R$ 3 trilhões da burra da Banânia. Lula tomou o título de maior patrimonialista brasileiros do marimbondo de fogo dos atos secretos Jegue Sarney, que pilhou o Maranhão, tornando-o o estado mais pobre destes trópicos arrombados, e anexou o Amapá à ilha de Curupu.

As calçadas de Brasília parece que foram bombardeadas já no início da sua construção, e nunca mais foram recuperadas, como o Teatro Nacional, um dos mais belos do mundo, que jaz sob os escombros da cidade-estado. A capital conta com sofisticações como as passarelas subterrâneas, sob o grande eixo das suas asas, mas as passagens servem como cloaca aos zumbis da noite.

Até hoje, jornalistas – especialmente os dos balcões de negociatas, que batem palmas para os governadores que se esbaldam com as mordomias do Palácio do Buriti, e são todos eles – dizem que Brasília é a cidade mais moderna do mundo. Mentira. Brasília não é moderna, pois buracos, lixo e até mato tomam conta do asfalto vagabundo com que asfaltam o Brasil desde sempre.

Brasília não é moderna porque seu metrô é apenas do tamanho da propina que os administradores envolvidos na sua instalação puderam levar; seus ônibus são imundos e caros; a Rodoviária do Plano Piloto, por onde passa mais de meio milhão de pessoas por dia, está deteriorada, como deteriorado é todo o Distrito Federal.

Roriz inchou Brasília ao formar seu curral de eleitores, como o gado dele, e loteou-a para a indústria imobiliária, com quem se associou com fúria; está inchada de automóveis, porque seu sistema de transporte público é uma fantasia, como a própria Brasília, três por quatro deste paraíso tropical, desde sempre currado pelos colonos portugueses e espanhóis, que na sua loucura, e armados com a Igreja, ferro, fogo e peste, evisceraram milhões de índios e negros, na sua sanha por ouro, diamante e prata, e nunca mais estancou-se isso.

Brasília, a ilha da fantasia, valhacouto de políticos perigosíssimos, assassinos, ladrões da burra e de merenda escolar, é, também, uma cidade de fronteiras, que dividem o país de sangue azul dos mestiços, o Sul maravilha do Norte, os louros de olhos claros dos mestiços.

Enquanto o asfalto for vagabundo, enquanto as passagens subterrâneas de Brasília forem cloacas podres, enquanto a fiação elétrica da cidade sangrar as árvores, enquanto as calçadas continuarem como escombro, e o Teatro Nacional permanecer fechado, os políticos responsáveis por Brasília não passarão de palhaços mentirosos. Que Sérgio Moro te transforme numa grandão prisão, uma ampliação da Papuda, para receberes todos os mafiosos que metem a faca, sem piedade, na burra.

Brasília sangra, eviscerada, como um três por quatro do Brasil, jogada, de quatro, e estuprada. Foi violentada primeiramente por Roriz, e, nos últimos 13 anos, por Lula Rousseff e sua marionete amestrada, de manhã, à tarde e à noite, levando mandioca lubrificada apenas com as cusparadas dos comunistas, numa bacanal de dói na alma dos brasileiros como pedrada na cara.

Basta! 31 de julho vem aí!