quinta-feira, 12 de maio de 2016

Dilma da Silva, a marionete amestrada do capo di tutti capi Lula Rousseff, já está atentando o cão, chupando manga verde no despautério do mundo

A marionete amestrada Dilma da Silva ladeada pelo capo di tutti capi Lula Rousseff
e o comparsa deles, Jeca Sarney, que pilhou o Maranhão, ao qual anexou o Amapá, enquanto o pilantra
e a vaca podre (atolada tempo demais no brejo) assaltaram o paiz


RAY CUNHA
raycunha@gmail.com


BRASÍLIA, 12 DE MAIO DE 2016 – A marionete amestrada Dilma da Silva, preposta do chefe de todos os chefes Lula Rousseff, foi apeada na sua loucura esta manhã e aguardará em camisa de força no Palácio da Alvorada seu julgamento pelo Senado, flagrada em um dos inumeráveis crimes que vem praticando há 6 anos. Assume o vice, Michel Temer, que tem por missão urgente vedar a sangria da burra tupiniquim e tentar fazer o país sair da recessão e voltar a crescer. A situação do país é desesperadora, com mais de 11 milhões de desempregados, inflação, falimento da Educação, Saúde, Segurança, infraestrutura etc. etc. etc.

Desde 1 de janeiro de 2003, quando Lula Rousseff assumiu a presidência da República, o país vem sendo saqueado, de diversas maneiras, para financiamento de uma fantasiosa ditadura comunista; em outras palavras, para que Lula Rousseff e sua quadrilha, o PT, mancomunado com o PCdoB, Psol e Rede, pudesse deitar e rolar numa bacanal de crimes que espantou o mundo.

Uma das maneiras foi o aparelhamento do Estado, que chegou ao Supremo. Na base, foram criados incontáveis cabides de emprego público, com salários estratosféricos, para petralhas e outros quadrilheiros, que deixavam parte do salário no cofre do PT. Essa corja será demitida por Michel Temer.

Outra maneira da pilharem foi com os chamados movimentos sociais. No bolsa família, por exemplo, uma quantidade inacreditável de mortos e suas numerosas famílias, recebiam bolsa, religiosamente. Líderes dos sem-terra viviam nababescamente, em hotéis caros e dirigindo carros importados; para a miudeza, pão com mortadela. Também essa farra acabou. Deverão receber sanduíche de chumbo quente.

Lula Rousseff também estava assaltando o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em conluio com empreiteiros e ditadores mundo afora, principalmente a hiena velha Fidel Castro e a menina da Venezuela, Hugo Chávez Maduro.

Ainda, o pilantra do Lula Rousseff e sua quadrilha, o PT, superfaturavam obras inúteis e eternas, como a transposição do que resta do rio São Francisco, ou simplesmente assaltavam a Petrobrás.

A marionete amestrada deverá ser condenada, não há outro caminho, e presa, e Lula Rousseff poderá ser preso a qualquer momento, porque seus crimes são inafiançáveis e gravíssimos.

Nos dois comícios de despedida da marionete, no Palácio do Planalto, ela mentiu cem por cento, deixando até Lula Rousseff com ciúme, pois ele consegue mentir mais de cem por cento; e também, quando a mosquita improvisou para a turma do pão com mortadela, falou os disparates de sempre.

Agora, a vaca podre, pois já se atolou tempo demais no brejo, está atentando o cão no Palácio da Alvorada, naquele abismo que a Igreja chama de inferno, onde ela já começou a colher sua semeadura: assaltos, assassinatos, furtos, roubos, desemprego e dor.

domingo, 8 de maio de 2016

Sobre os quadrilheiros Lula Rousseff, a marionete amestrada (sic) Dilma da Silva e João Paulo Cunha


RAY CUNHA
raycunha@gmail.com 

BRASÍLIA, 8 DE MAIO DE 2016 – Segundo ouve-se nas calçadas bombardeadas do Plano Piloto, que não tem esquina, e nos bares de Brasília, o capo di tutti capi Lula Rousseff, vendo que a deposição de Dilma da Silva é iminente, escondeu-se, numa prova de que ele e sua quadrilha, o PT, o PCdoB e a Rede, são indefensáveis.

Mais um tiro no pé inchado. Os aparelhos de inteligência do Estado brasileiro, incluindo, é claro, a Polícia Federal, monitoram Lula 24 horas por dia. Mas vamos supor que o chefão escape ao cerco e se esconda. Será encontrado em menos de uma hora, já que seria denunciado por alguém das dezenas de milhões de brasileiros desempregados, jogados à rua, ou nos corredores da morte dos hospitais públicos, estuprados, órfãos, inclusive de Educação decente, viúvos e em luto, porque a tragédia do lulopetismo os atingiu em cheio.

Suponhamos que Lula Rousseff escapasse para o exterior, para Cuba, já que não iria para a Venezuela, pois Hugo Chávez Maduro está, também, na iminência de cair, pois transferiu o PIB da Venezuela para paraísos fiscais e a transformou em um mar de miséria; também não iria para outras inúmeras ditaduras onde lavou dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), pois no Oriente Médio ou na África poderia levar uma facada no intestino grosso.

Também esse plano, que, aliás, foi denunciado pela revista Veja, só que o bandido pretendia ir para a Itália ou Espanha, seria desbaratado talvez antes de Lula Rousseff escapar do país, já que a Interpol e o FBI monitoram o chefão.

Ainda, corre o boato de que Lula Rousseff teria mandado matar o prefeito Celso Daniel, de Santo André (SP), morto porque sabia demais sobre os labirintos do PT. O juiz Sérgio Moro vem reunindo provas dos inúmeros crimes de Lula Rousseff e teria indício de que o pilantra está atolado até o pescoço no caso Celso Daniel.

Comenta-se também, nas calçadas detonadas do Plano Piloto e botequins de Brasília, que o ex-presidente da Câmara, o petista João Paulo Cunha, sabe tudo sobre o assassinato de Celso Daniel, tanto que, à época, demitiu um agente da inteligência da Câmara que desconfiou das idas e vinda de João Paulo Cunha a São Paulo, durante o crime e depois dele. João Paulo Cunha armou uma trama para incriminar o agente, que não teve como se defender e, inclusive, chegou a ser preso pela Polícia Federal.

Mas com o afastamento do Palácio do Planalto da marionete amestrada (sic) de Lula Rousseff, Dilma da Silva, e com a investigação de Sérgio Moro, tudo virá à tona, como carnicão de tumor maduro.