domingo, 27 de dezembro de 2015

Escola Nacional de Acupuntura abre inscrições para novos alunos já em novo endereço

BRASÍLIA – A Escola Nacional de Acupuntura (ENAc) reabre suas portas a partir de 14 de janeiro de 2016 em novo endereço: Seps, W4, Entrequadra 709/909, Edifício Fape, Loja 1, Asa Sul, defronte ao Centro Médico Júlio Adnet e ao lado da Cultura Inglesa. Também a partir de 14 de janeiro começam as inscrições de novos alunos para o curso de Medicina Tradicional Chinesa (MTC). O diploma da ENAc habilita à clínica regular e abertura de consultório próprio.

Ao inscrever-se, o candidato deve apresentar certificado do ensino médio, ou comprovação de matrícula no último ano do ensino médio. A Semana Pedagógica, destinada aos novos alunos, será realizada somente após o Carnaval. Mais informações serão obtidas pelo telefone: (55-61) 3322-4998; pelo e-mail: enacdf@gmail.com; ou pelo site: www.enacdf.com.br

De ampla cobertura e eficácia terapêutica, a Medicina Tradicional Chinesa é reconhecida pela OMS e foi incluída na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, durante a V Sessão do Comitê Intergovernamental da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em 17 de novembro de 2010.

A ENAC – Mantida pelo Instituto Superior de Ciências da Vida (ISCV), a Escola Nacional de Acupuntura é a única de formação profissional em acupuntura credenciada pela Secretaria de Educação do Distrito Federal, reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e autorizada a conceder diploma de acupunturista.

Vale lembrar que não existe nenhuma lei federal que defina a exclusividade dessa prática a aos médicos, e sim uma sentença do TRF1 que define, em primeira instância, que algumas profissões, como Farmácia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Psicologia não podem operar essa prática como especialidade.

AMBULATÓRIO – A ENAc conta com ambiente ambulatorial em Medicina Tradicional Chinesa, oferecendo tratamento para a população a preços acessíveis. O atendimento ambulatorial poderá ser agendado de segunda a sexta-feira, de manhã, à tarde e à noite.

JORNALISTAS – Associados, funcionários e seus dependentes legais do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) encaminhados ao ambulatório da ENAc recebem desconto de 25% sobre a tabela dos serviços.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Água



RAY CUNHA
raycunha@gmail.com


BRASÍLIA, 7 DE DEZEMBRO DE 2015 – Formando na Escola Nacional de Acupuntura, faço atendimento em Medicina Chinesa no ambulatório da ENAc e nos extraordinários projetos voluntários do professor Ricardo André, no Centro Comunitário da Candangolândia, e sob a coordenação do meu colega jornalista e acupunturista José Marcelo, no Centro Espírita André Luiz. Em média, atendo cerca de 10 pacientes por semana, entre jovens e idosos, homens e mulheres. A queixa mais comum é dor, às vezes, no corpo todo.

Já fui chamado à atenção por superiores por me demorar na anamnese, aquela conversa coloquial e meio íntima que temos com o paciente, voltada para perscrutar sua alma, e sentir com ele as dores que o acometem. Há quem faça isso apenas pegando os pulsos do doente; eu ouço mais nítidos os gritos na vibração da voz, na tensão do rosto, na raiva exalada pela dor sem explicação. É aí que eu entro, tentando, juntamente com o paciente, entender a dor. Então comecei a observar algo comum: a dor se consolida porque esses pacientes não bebem água suficiente.

Sessenta por cento do nosso corpo são compostos de água. Uma pessoa adulta deve beber pelo menos dois litros de água por dia, pois o equivalente a isso é perdido todos os dias. Assim, a mesma quantidade deve ser reposta para evitar a desidratação, por meio de água tratada e alimentos ricos em água, como as frutas. Se não for assim, o corpo irá travando, enrijecendo, surgirão dores dos pés à cabeça, a pele ficará feia, surgirá a insônia, pedras nos rins e na bexiga, o mal humor se revelará, a raiva emergirá, as fezes serão caprinas, a vida perderá a graça e tudo imergirá naquele vale de sombras, de anoitecer, mesmo que a vida esteja pulsando ao redor. E quando não se bebe nenhuma água, o indivíduo morre em no máximo quatro dias.

Bilhões de pessoas, em todo o mundo, levantam-se a cada manhã preocupadas em como conseguir água. Povos lutam entre si pela água. Não é o caso do Brasil. Aqui, temos cerca de um quinto da água doce de superfície do planeta, e há até quem varra o quintal com água tratada, o que daria cadeia na Europa. Temos água à vontade, essa substância química inodora, insípida e transparente, formada por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio, e que pode se apresentar em estado líquido, constituindo três quartos da superfície do planeta, e em forma de gelo, e de vapor, na atmosfera terrestre.

A água é fundamental para todos os seres vivos devido à sua capacidade de mediar reações bioquímicas tanto no interior quanto entre as células. A fotossíntese depende das moléculas de água para sua ocorrência; por meio da hidrólise, as moléculas são quebradas por ação da luz solar e se recombinam com o gás carbônico para formar a glicose, rica em energia, necessária à sobrevivência da planta. Eis a base da cadeia alimentar. Animais herbívoros comem vegetais e são comidos pelos predadores, com o homem no topo.

O corpo carnal é energia densa, e a água é o melhor lubrificante para essa energia se mover e se equilibrar, e dar continuidade ao mistério da vida.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

O tendão de Aquiles de Lula Rousseff, que não dormirá esta noite, esperando Veja desta quarta-feira

Jeca Sarney dos Atos Secretos, Dilma marionete e Lula Rousseff: a república dos assassinatos nos hospitais públicos, da mediocridade nas escolas e universidades,
do roubo à luz do dia, da mais devastadora bandalheira, está ruindo (reprodução)

BRASÍLIA, 4 DE DEZEMBRO DE 2015 – Após 12 anos de aparelhamento do Estado, incluindo o Supremo; assalto ao erário, especialmente à Petrobras; assassinatos em massa na área de saúde pública; aniquilação do setor educacional; incentivo à bandidagem em geral, inclusive com pagamento de salário aos presidiários; depauperamento das Forças Armadas; socialização dos bens alheios; nivelamento por baixo, da sociedade; instalação da era da mediocridade, com os mais inimagináveis besteiróis etc. etc. etc., finalmente aconteceu um fato: a aceitação do pedido de impeachment de Dilma Lula Rousseff, marionete do verdadeiro chefão: Lula Rousseff.

Dilma é tão medíocre que estava na cara que iria fazer um rombo no casco do navio, e fez. Mas era a única em quem Lula confiava para esquentar a cadeira presidencial até ele voltar em 2014. Contudo, o tiro saiu pela culatra, Dilma afundou o PT e agora só falta a Polícia Federal enjaular os dois.

Nestas alturas do campeonato, o país já está fodido, mas não tanto quanto a Venezuela, que o zumbi Hugo Chávez Maduro pilhou e transferiu o PIB para paraísos fiscais. Porém, desde quando Lula Rousseff assumiu, em 1 de janeiro de 2003, que o PT, de propriedade do capo di tutti capi, não investe porra alguma no país, muito pelo contrário, faz negociatas com o dinheiro do BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Em 1 de janeiro de 2016, completar-se-ão 12 anos da mais espantosa roubalheira registrada na face da Terra.

Petistas, é claro, especialmente a cúpula da quadrilha; intelectuais, pacientes de alienação crônica; ladrões de galinha que de alguma forma se locupletam com o PT; partidos políticos que se juntaram aos petistas para chupar o sangue da pátria; a manada, todos estão de cabelos em pé, gordos de tanto mamar, diante da perspectiva de serem enjaulados, assim que começar a caçada sem trégua atrás desse exército de ladrões.

O bolivariano (seja lá o que isso quer dizer!) Lula Rousseff se aliou a malandros perigosíssimos, na sua jornada criminosa. Para citar apenas um, bastante representativo: Jeca Sarney dos Atos Secretos, que jogou o Senado na clandestinidade, chupou tanto o Maranhão que o tornou um dos estados mais pobres do país, ao lado do Amapá, que Jeca anexou ao Maranhão.

De qualquer forma, Lula Rousseff, Dilma e todos que integram a quadrilha lulopetista não têm mais como se manter fazendo pose um mês sequer; estão caindo de podre. E amanhã, a mais prestigiosa revista brasileira, Veja, fará de novo esses urubus tremerem, com mais uma de suas edições proféticas.

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Curso de Consultoria de Imagem e Estilo Feminino está com turmas abertas para dezembro e janeiro


BRASÍLIA A consultora de imagem Iasmim Cunha ministra curso de Consultoria de Imagem e Estilo Feminino, de 7 a 18 de dezembro, das 9 às 12 horas, e de 11 a 22 de janeiro de 2016, das 14 às 17 horas, com turmas no formato boutique, com no máximo 6 alunos, no Centro Humanus, SRTVN 702, Edifício Brasília Rádio Center, Ala A, Sala 3138, Asa Norte, Brasília/DF. Os alunos serão certificados no final do curso. O valor do investimento é de R$ 1.445 à vista ou em 4 vezes de R$ 380 sem juros no cartão. Inscrições com hora marcada. Agende seu horário.

Mais informações obre as inscrições serão obtidas AQUI. O e-mail para entrar em contato com Iasmim Cunha é: contato@iasmimcunha.com

Ou pelos telefones: +55 (61) 9172-3757 (Claro) *Whatsapp; 8443-6999 (Oi); 8268-9746 (Tim); 9605-4631 (Vivo), de segunda a sábado, das 9 às 19 horas.

Ou ainda no Centro Humanus, pelo telefone: +55 (61) 3328-5950, de segunda à sexta-feira, das 9 às 21 horas, e sábado, das 9 às 17 horas.

Iasmim Cunha é formada em Design de Moda pelo Instituto de Educação Superior de Brasília (Iesb), e em Consultoria de Imagem Feminino e Masculino pelo Senac/SP e Fashion Campus. Também ministra o curso a psicóloga Josiane Souza Moreira, no processo de valorização do autoconceito e autoimagem. Graduada pelo Iesb, tem especialização em Terapia Cognitiva-Comportamental pelo Hospital Universitário de Brasília (HUB). Atualmente atende no Hospital Sírio-Libanês de Brasília e no Centro Interdisciplinar Humanus.

O CURSO de Consultoria de Imagem e Estilo Feminino é um estudo introdutório para o ingresso nesta área de consultoria de visual, servindo ainda para o autoconhecimento. A profissão de consultor de imagem e personal stylist está em grande ascensão no mercado brasileiro, sendo considerada uma das 10 profissões que mais crescerão nos próximos anos. Ainda sem graduação superior no país, o curso abre as portas para aqueles que desejam adentrar nesta área, oferecendo dicas e orientações de profissionais com experiência prática no mercado brasiliense.

O curso é voltado para estudantes e profissionais de áreas criativas, como Moda, Publicidade e Propaganda, Marketing, Jornalismo, Desenho Industrial, Artes Plásticas, Fotografia e Maquiagem, e para aqueles com desejo de mudança de área profissional, porém com forte senso estético. Para os que também buscam o autoconhecimento e possivelmente uma carreira futura na área, podem aproveitar o conteúdo ministrado. Na formação, além da teoria, os alunos terão exercícios práticos, visando entender o funcionamento do serviço de consultoria de imagem.

Conteúdo do Curso

1. História da Moda
2. Imagem e Comunicação
3. A Profissão
4. Trajes e Etiqueta
5. Estilos
6. Psicologia da Imagem
7. Questionário e o Cliente
8. Cores
9. Formas
10. Closet Clearing
11. Montagem de Looks
12. Personal Shopper
13. Montando sua Empresa

Incluso Kit Curso com

Apostila e CD com conteúdo do curso
Caneta
Disco Cromático
Cartela de Cores Pessoais
Pasta estudantil

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Escola Nacional de Acupuntura estará em endereço novo a partir de 4 de janeiro: 709/909 Sul, Ed. Fape


BRASÍLIA, 9 DE NOVEMBRO DE 2015 – A Escola Nacional de Acupuntura (ENAc), atualmente na 404 Sul, Bloco A, Loja 33, estará em endereço novo a partir de 4 de janeiro: Seps 709/909, Edifício Fape, Loja 1, Asa Sul. Mantida pelo Instituto Superior de Ciências da Vida (ISCV), é a única escola de formação profissional em acupuntura credenciada pela Secretaria de Educação do Distrito Federal, reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e autorizada a conceder diploma de acupunturista.

Vale lembrar que não existe nenhuma lei federal que defina a exclusividade dessa prática para profissionais médicos, e sim uma sentença do TRF1, que define, em primeira instância, que algumas profissões, como Farmácia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Psicologia não podem operar essa prática como especialidade.

ATENDIMENTO AMBULATORIAL – A ENAc conta com ambiente ambulatorial de excelência em Acupuntura Tradicional Chinesa, oferecendo tratamento de qualidade para a população a preços acessíveis, incluindo orientação em alimentação terapêutica chinesa e tuiná (massoterapia chinesa). Venha conhecer nosso trabalho terapêutico e sinta os efeitos desse conhecimento milenar. Marque o horário para consulta, de segunda a sábado, e saiba mais sobre essa ciência da saúde.

O atendimento ambulatorial poderá ser agendado de segunda a sexta-feira, das 8 às 22 horas, para os seguintes dias e horários:

Segunda a sexta:  9 às 11 horas e 14 às 17 horas
Terças e quintas: 19 horas às 20h30
Sábados: 9 às 11 horas

O valor da sessão de acupuntura custa R$ 55; e o pacote de 10 sessões, R$ 500. Sessões de auriculoterapia custa R$10 e de tuiná, R$ 55. Os pagamentos deverão ser efetuados em dinheiro ou cheque. Não trabalhamos com planos de saúde.

JORNALISTAS – Associados, funcionários e seus dependentes legais do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) encaminhados ao ambulatório da Enac têm desconto de 25% sobre a tabela dos serviços. Assim, para os associados do SJPDF a sessão fica por R$ 40 e o pacote por R$ 375.

O CURSO – O curso de Medicina Tradicional Chinesa tem duração de dois anos, com 2.080 horas/aula e 440 horas de estágio ambulatorial, num total de 2.520 horas/aula, em conformidade com orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS). As aulas são diárias e presenciais, com 4 horas/aula de segunda a sexta-feira, das 8 horas ao meio-dia; e das 19 horas às 22h50. Para inscrever-se, o candidato deve apresentar certificado do ensino médio, ou comprovação de matrícula no último ano do ensino médio. O diploma da ENAc habilita à clínica regular e abertura de consultório próprio.

As inscrições para o curso podem ser agendadas na Enac, na 404 Sul, Bloco A, Loja 33. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (55-61) 3322-4998; pelo e-mail: enacdf@gmail.com; ou pelo site: www.enacdf.com.br

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA – De ampla cobertura e eficácia terapêutica, a Medicina Tradicional Chinesa é reconhecida pela OMS e foi incluída na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, durante a V Sessão do Comitê Intergovernamental da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em 17 de novembro de 2010.

Os pilares da MTC começaram a ser erguidos a pelo menos 5 mil anos, na China. Os chineses descobriram que além dos sistemas cardiovascular e linfático, há uma teia de meridianos corporais, ou de acupontos, um delgado sistema tubular, nos quais circula a energia vital.  Até o século 19, supunha-se que esses meridianos eram imaginários, mas nos anos de 1960, o cientista coreano Kim Bong Han injetou isótopo de fósforo num acuponto e observou a absorção da substância pelo organismo, por meio de microrradiografia. Resultado: o isótopo percorreu o clássico traçado daquele meridiano.

Experiências semelhantes foram realizadas por outros cientistas, como os franceses Jean-Claude Darras e Pierre de Vernejoul, e os norte-americanos James Hurtak e Roberto Becker. O resultado foi o mesmo obtido por Kim Bong Han. Na ciência espírita, já se sabe que os meridianos da acupuntura situam-se no duplo etérico, um corpo mais sutil do que a matéria. Assim, a acupuntura, no seu conceito mais simples, é a harmonização da energia vital que circula no corpo.

Isso, aliado à tuiná, massagem que também ativa os acupontos; à fitoterapia; e, sobretudo, à alimentação saudável, leva à cura e ao bem-estar. Também o acupuntor vê o paciente como uma totalidade – física, mental e espiritual –, e não em partes.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Dilma anuncia nova meta: reduzir em 43% as emissões de gases de efeito estufa até 2030

RAY CUNHA
raycunha@gmail.com

Em discurso domingo 27 na Organização das Nações Unidas (ONU) a presidente Dilma Rousseff anunciou que o Brasil reduzirá suas emissões de gases de efeito estufa em 43% até 2030, afirmando que o objetivo já inclui esforços desde 2005 no combate ao desmatamento, e reafirmou o compromisso do país com o fim do desmatamento ilegal na Amazônia. Dilma estará mentindo novamente? Se o governo federal está cortando recursos até da área educacional, como estaria investindo nas Unidades de Conservação (UCs), principalmente da Amazônia, região vista pelos governos que se revezam em Brasília apenas como celeiro de commodities, para produção de energia hidráulica e extração mineral?

Dilma disse que “o Brasil é um dos poucos países em desenvolvimento a assumir uma meta absoluta de redução de emissões”. Segundo ela, “temos uma das maiores populações e PIB (Produto Interno Bruto) do mundo e nossas metas são tão ou mais ambiciosas que aquelas dos países desenvolvidos”. Pelo que tudo indica, são palavras ao vento, simples propaganda. “Patético” – como disse Caio Blinder, correspondente de Veja em Nova Yorque. “Tudo vale no esforço que trafega entre o desesperado e o patético para o governo vender uma agenda positiva e de protagonismo internacional. Claro que as metas são válidas e dignas de serem debatidas pelas regras convencionais do jornalismo. No entanto, este não é um momento convencional no Brasil. Como Dilma pode falar de metas para 2030 quando sequer consegue improvisar um plano para o dia seguinte?”

Também Dilma disse que o Brasil está de portas abertas para imigrantes em geral. E os brasileiros, que não contam mais sequer com saúde pública?

Voltando à Amazônia, segundo o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), somente entre agosto de 2012 e julho de 2014 foram desmatados 1,5 milhões de hectares em toda a Amazônia. Um escândalo!

Entre as fontes de emissão de gases de efeito estufa as duas principais são a queima de combustíveis fósseis e o desmatamento de regiões tropicais, como a Amazônia. As florestas representam importante estoque natural de carbono, de modo que seu desmatamento e as queimadas liberam o carbono armazenado na biomassa florestal para a atmosfera na forma de CO2, retendo calor e, consequentemente, aumentando a temperatura do planeta, o que põe em risco o equilíbrio climático global.

Outros gases de efeito estufa relevantes são os fertilizantes utilizados na agricultura, que liberam óxido nitroso (N2O); arrozais; e o processo digestivo de ruminantes, que emitem metano (CH4), além de condicionadores de ar e refrigeradores, que emitem os clorofluorcarbonos (CFCs).

Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, o rebanho bovino global está em torno de 1,03 bilhão de cabeças. A Índia está na frente, com cerca de 329,7 milhões de cabeças, 31,9% do total; o Brasil vem em segundo lugar, com cerca de 208,0 milhões de cabeças, 20,1% do rebanho mundial.

Se na última década o país vem experimentando um sucateamento histórico, a Amazônia é quem está cada vez mais depenada. Tratada como mera colônia e representada por uma bancada apática no Congresso Nacional, geralmente cuidando dos seus próprios feudos, a Amazônia é a reserva onde o governo federal além de gerar energia hidrelétrica busca o equilíbrio da balança comercial com a exportação de minérios dando calote nos royalties, numa política de grandes projetos na Amazônia, e nunca para os amazônidas. Quem explora para valer a Amazônia é a União. Os amazônidas ficam a ver navios singrando o Amazonas/Solimões.

Para completar o quadro, as potências hegemônicas estão desde sempre de olho no Trópico Úmido, a maior província de commodities do planeta. Há inclusive um movimento para que algumas das gigantescas reservas indígenas brasileiras sejam reconhecidas como nações, independentes do Brasil, por meio da Organização das Nações Unidas (ONU). Essas reservas dormem sobre reservas minerais ainda maiores. Diga-se: no Brasil, em vez de se implementar cidadania para os índios, os governos que se sucedem os isolam cada vez mais, entregando-os, de bandeja, para os países hegemônicos. Para piorar, desde a derrocada da Ditadura dos Generais (1964-1985) que os governos que se sucedem em Brasília vêm desmontando as Forças Armadas.

Só para dar uma amostra do descaramento de como se manifesta a cobiça internacional pela Amazônia, em 1991, François Mitterrand, então presidente da França, a mesma que já tem uma colônia na Amazônia, a Guiana Francesa, sugeriu soberania restrita do Brasil sobre a região amazônica, com apoio de George Bush, dos Estados Unidos; e de Mikhail Gorbachev, da falida União Soviética, que Putin tenta reviver.

Se não tomarmos cuidado, acabaremos perdendo a Amazônia. E se for para os Estados Unidos, muitos ficarão felizes por se tornarem cidadãos de um protetorado americano e com a possibilidade de até tomarem caxiri com Brad Pitt e Angelina Jolie. Mas pelo jeito a União não pretende desenvolver a Amazônia; mostra claramente que vai exauri-la. Parece até que o governo federal não quer nosso bem; quer nossos bens – diria um amazônida.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Impeachment a vista

RAY CUNHA
Com Agências

O Palácio do Planalto já trabalha com a possibilidade real da abertura pelo Congresso Nacional de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A situação do país, cada vez mais despencando para o fundo do poço, requer ação enérgica. O resultado da incompetência de Dilma; o mar de roubalheira protagonizado pelo PT, partido da presidente; a falta de investimento em infraestrutura; os cortes na área social, na educação, na saúde e na segurança; o inchaço da máquina pública; o desemprego, que cresce assustadoramente; e a inflação, que já ultrapassa os 7%, além de o dólar ter ultrapassado a barreira histórica dos R$ 4, empurram a todos para o atoleiro.

E nesta terça-feira 22, o Congresso decidirá se mantém ou rejeita a pauta-bomba, vetos da presidente Dilma a projetos que criam mais despesas, como o reajuste entre 53% e 78% a servidores do Poder Judiciário.

Assim, Dilma convocou um timaço, com a missão de convencer aliados e até a oposição de desistirem do afastamento da petista, dando-lhe a chance de ela mostrar que é capaz de recuperar as finanças do país. No time, o centro avante é o petista Ricardo Berzoini, hoje ministro das Comunicações, que trabalha na grande área, negociando cargos no governo, já estourando de tão inchado, mas com coração de mãe.

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, foi encarregada de pôr a bancada ruralista na linha. Kátia se encontrou recentemente com o líder do PTB da Câmara, Jovair Arantes (GO), que já lhe disse que a bancada estava insatisfeita com o governo, que “não faz o que promete”. O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, faz tabela com Kátia Abreu, com a missão de unificar o discurso do seu heterogêneo partido, o PSD, em prol de Dilma até 2018.

Mendonça Filho (PE), líder do DEM na Câmara é um dos protagonistas do movimento pelo impeachment de Dilma. Ele rejeita a pecha de golpista com que Dilma chama o movimento pró-impeachment. “Isso é uma piada. É um jargão estudantil. Quem jogou esse jogo do impeachment pelo impeachment e propôs impeachment como movimento político e nunca foram acusados de golpistas pela situação na época foram os petistas, que propuseram e imputaram crime de responsabilidade quando o Itamar Franco assumiu o poder. E também subscreveram o pedido de impeachment do ex-presidente Collor, que hoje é aliado do petismo. Na verdade o PT não tem moral para atribuir uma atitude golpista da oposição” – afirmou.

Dilma atravessa um setembro negro. Conseguirá?

sábado, 15 de agosto de 2015

Hora de varrer Lula Rousseff e o PT do mapa

Lula Rousseff na Marcha das Margaridas, manifestação pró-Dilma financiada com dinheiro público, ocorrida quarta-feira 12,
em Brasília (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

RAY CUNHA


BRASÍLIA, 15 DE AGOSTO DE 2015 – Lula Rousseff assumiu a presidência da República em 1 de janeiro de 2003 e desde então, agora como ditador nas sombras, manipulando sua marionete, Dilma, vem aparelhando o Estado, inclusive o Supremo Tribunal Federal (STF); elevando o patrimonialismo a um nível que ultrapassou Jeca Sarney, que se apossou do Maranhão, ao qual anexou o Amapá; comandando a maior pilhagem jamais observada em qualquer país do planeta, usando para isso principalmente o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Petrobras; e instalando a era da mediocridade, nivelando tudo por baixo, depravando tudo em que toca.

Desde então, e lá se vão 12 anos, o país vem sendo pilhado, sucateado e entregue ao sindicato dos ladrões bolivarianos. As Forças Armadas estão quietas, cumprindo seu papel constitucional, numa prova de que a democracia triunfa. Mas o estelionato eleitoral-eletrônico que confirmou a marionete no Planalto e Lula Rousseff ditador nas sombras, foi muito bom que tivesse ocorrido, por uma razão simples: agora, a classe média, e até o povão da periferia, já perceberam em que pântano o PT está metendo o Brasil.

Em 2003, o Brasil estava crescendo, não havia inflação e o desemprego era pequeno. Se nesses 12 anos houvesse investimento pesado e constante na infraestrutura, na educação, na tecnologia e na pesquisa, estaríamos, hoje, ombreando a China. Mas não há mentira que engane todo mundo e o tempo todo. Chegou a hora de acabar com esse sofrimento, de ver, sem poder fazer nada, o país ser assaltado, de ver os cidadãos serem assaltados e assassinados, chefes de família perderem o emprego e mergulharem no desespero e na tragédia, de assistir o dia a dia dos matadouros públicos, os hospitais, de ver bandidos promovendo bacanais nos três Poderes. Basta!

Lula Rousseff criou um negócio engenhoso para receber propina: uma empresa para gerenciar suas “palestras”, a lavanderia LILS (Luiz Inácio Lula da Silva), que, segundo a revista Veja, arrecadou R$ 27 milhões em quatro anos, R$ 10 milhões dos quais pagos por empresas que estão sendo investigadas por corrupção, roubalheira grossa, na Operação Lava-Jato.

Segundo Veja, “de abril de 2011 até maio deste ano, a empresa de palestras de Lula, entre créditos e débitos, teve uma movimentação de R$ 52 milhões. Na conta-corrente que começa com o número 13 (referência ao número do PT), a empresa recebeu R$ 27 milhões, provenientes de companhias de diferentes ramos de atividade. Encabeçam a lista a Odebrecht, a Andrade Gutierrez, a OAS e a Camargo Corrêa, todas elas empreiteiras investigadas por participação no esquema de corrupção da Petrobras. Essas transações foram compiladas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda. O Coaf trabalha com informações do sistema financeiro e seus técnicos conseguem identificar movimentações bancárias atípicas, entre elas saques e depósitos vultosos que podem vir a ser do interesse dos órgãos de investigação. Neste ano, os analistas do Coaf fizeram cerca de 2 300 relatórios que foram encaminhados à Polícia Federal, à Receita Federal e ao Ministério Público. O relatório sobre a LILS classifica a movimentação financeira da empresa de Lula como incompatível com o faturamento. Os analistas afirmam no documento que aproximadamente 30% dos valores recebidos pela empresa de palestras do ex-presidente foram provenientes das empreiteiras envolvidas no escândalo do petrolão”.

A Polícia Federal fez um grampo em 15 de junho passado entre Lula Rousseff e o executivo Alexandrino Alencar, da Odebrecht, a maior empreiteira do país. Alexandrino está preso em Curitiba. Na escuta, Lula Rousseff menciona o BNDES, financiador das negociatas da Odebrecht.

Nestor Cerveró, ex-diretor da área internacional da Petrobras, confessou à Justiça que em 2006 o PT contraíra uma dívida de campanha de R$ 60 milhões de reais com o Banco Schahin, do mesmo grupo que administrava a construtora Schahin. Pois bem, o PT usou os contratos da diretoria internacional da Petrobras para pagar a dívida da campanha. “O presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, incumbiu pessoalmente Cerveró do caso. O ex-diretor recebeu ordens claras para direcionar o contrato bilionário da sonda à Schahin. Uma vez contratada pela Petrobras, a empreiteira descontou a dívida do PT da propina devida aos corruptos do petrolão. Para garantir o silêncio sobre o arranjo, a Schahin também pagou propina aos dirigentes da Petrobras envolvidos na transação. Os repasses foram acertados pelo executivo Fernando Schahin, filho do fundador do grupo, Milton Schahin, e um dos dirigentes da Schahin Petróleo e Gás. Fernando usou uma conta no banco suíço Julius Baer para transferir a propina destinada aos dirigentes da estatal para o banco Cramer, também na Suíça. O dinheiro chegou a Cerveró e aos gerentes da área Internacional Eduardo Musa e Carlos Roberto Martins, igualmente citados como beneficiários dos subornos” – relata Veja.

Veja: “Além de amortizar as dívidas da campanha de 2006, o contrato da sonda Vitória 10 000 serviu para encerrar outro assunto nebuloso envolvendo empréstimos do Banco Schahin e o PT. A história remonta ao assassinato do prefeito petista Celso Daniel, em Santo André, em 2002. Durante o julgamento do mensalão, ao pressentir que seria condenado à prisão pelo Supremo Tribunal Federal, Marcos Valério, o operador do esquema, tentou fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público. Em depoimento na Procuradoria-Geral da República, ele narrou a história que agora pode se confirmar no petrolão. Segundo Valério, o PT usou a Petrobras para pagar suborno a um empresário que ameaçava envolver Lula, Gilberto Carvalho e o mensaleiro preso José Dirceu na trama que resultou no assassinato de Celso Daniel.
“Valério contou aos procuradores que se recusou a fazer a operação e que coube ao pecuarista José Carlos Bumlai, amigo pessoal de Lula, socorrer a cúpula petista. Segundo ele, Bumlai contraiu um empréstimo de R$ 6 milhões no Banco Schahin para comprar o silêncio do chantagista. Depois, usou sua influência na Petrobras para conseguir os contratos da sonda para a construtora. O próprio Milton Schahin admitiu ter emprestado 12 milhões de reais ao amigo de Lula.

“Não fosse pela Lava-Jato, a trama que envolve a campanha de Lula e os contratos na Petrobras permaneceria oculta nos orçamentos cifrados da estatal. A Schahin, que vira seu faturamento saltar de US$ 133 milhões para US$ 395 milhões durante os oito anos de governo Lula, seguiria faturando sem ser importunada”.

Por uma Elba, Fernandinho Afonsinho, o que diz que tem aquilo roxo (estaria estragado?), perdeu a teta do Palácio do Planalto.

Amanhã, os brasileiros irão às ruas para pedir o impeachment de Dilma Lula Rousseff e a desarticulação da quadrilha do PT. A prisão da cúpula da máfia e a repatriação do que avalio em R$ 1 trilhão que furtaram será um segundo passo. Sem isso, estaremos fadados a retroceder a uma republiqueta de banana. Urge resgatarmos nossa cidadania! A pátria precisa de nós!

Seguem-se, em ordem alfabética, os locais e horários da manifestação pelo Brasil, neste domingo 16:

ACRE

Mâncio Lima – 9h30 – Praça São Sebastião (Centro)
Rio Branco – 14h – Em frente do Palácio do Governo

ALAGOAS

Arapiraca – 15h – Praça Marques
Maceió – 9h – Corredor Vera Arruda

AMAZONAS

Benjamim Constant – 16h – Praça Frei Ludovico
Manaus – 16h – R. Djalma x R. Para

AMAPÁ

Macapá – 15h – Praça da Bandeira

BAHIA

Barreiras – 16h – Praça das Corujas
Brumado – 17h – Praça Coronel Zeca Leite
Cachoeira – 15h – Praça 25
Camaçari – 9h30 – Praça Des. Montenegro
Conceição do Coité - 15h – Praça da Matriz
Feira de Santana – 15h – Em frente da Prefeitura
Ilhéus – 15h30 – Catedral São Sebastião / Ct. Dom Eduardo
Itabuna – 15h – Jardim do Ó
Itapetinga - 15h – Lagoa
Jequié - 15h – Praça do Viveiro
Salvador – 9h – Porto da Barra
Vitória da Conquista – 9h – Praça Guadalajara

CEARÁ

Adrianópolis – 9h – Praça Central
Barbalha – 16h – Praça da Estação
Fortaleza - 15h – Praça Portugal
Sobral – 9h – Praça da Coluna da Hora

DISTRITO FEDERAL

Brasília – 9h30 – Museu Nacional (Esplanada dos Ministérios)

ESPÍRITO SANTO

Cachoeiro de Itapemirim - 9h – Praça Jerônimo Monteiro
Colatina – 16h – Praça Municipal (Centro)
Guarapari – 11h – Praça do Radium Hotel
João Neiva – 9h – Praça do Gadioli (Centro)
Linhares – 14h – Praça 22 de Agosto
Marataízes – 9h – Praia da Barra (em frente da quadra de esportes)
Serra – 15h – Praça de Nova Aldeia (Centro)
Vitória – 15h – Praça do Papa

GOIÁS

Anápolis – 14h – Praça Dom Emanuel
Goiânia – 14h – Praça Tamandaré
Jataí - 9h – Praça da Bíblia
Santa Helena de Goiás – 10h – Praça da Igreja Matriz

MARANHÃO

Barra do Corda – 16h – Praça Melo Uchoa
Sao Luis - 16h – Av. Litoranea (Praia do Calhau)

MINAS GERAIS

Araguari – 10h – Praça Getúlio Vargas
Araxá – 10h – Praça da Matriz de São Domingos
Barbacena – 16h – Praça dos Andradas
Belo Horizonte - 10h – Praça da Liberdade
Betim – 9h – Praça Tiradentes
Carbonita - 15h – Praça das Padarias
Cataguases – 10h – Praça Santa Rita
Coronel Fabriciano - 9h – Em frente ao Barrilzinho
Curvelo – 10h – Praça Central do Brasil
Diamantina – 9h – Em frente ao Mercado Municipal
Divinópolis – 15h30 – Praça do Santuário
Extrema – 9h – Parque de Eventos
Governador Valadares - 10h – Praça dos Pioneiros
Ipatinga - 10h – Feira do Canaã / Prefeitura
Itajubá – 15h – Sambódromo de Itajubá
Ituiutaba – 15h30 – Praça Getúlio Vargas
Juiz de fora – 10h – Praça de São Mateus
Montes Claros – 9h30 – Praça Catedral
Muriaé – 14h – Praça João Pinheiro
Ouro Fino – 9h30 – Prefeitura Municipal
Passos – 14h – Av. Juca Stockler, 1130 UEMG (FESP)
Patos de Minas - 10h – Praça do Fórum
Pouso Alegre – 10h – Em frente a Catedral
Poços de Caldas – 10h – Praça Dr. Pedro Sanches
Santa Luzia – 11h – Av. Brasilia
São João Del Rei - 15h – Praça Estação Ferroviária
São João das Missões – 12h – Praça São João
São Lourenço - 15h – Praça João Lage
Sete Lagoas – 10h – Feirinha da Lagoa Paulino
Teófilo Otoni – 20h – Praça Tiradentes
Três Pontas – 15h – Praça da Matriz
Uberaba – 10h – Praça Rui Barbosa
Uberlândia – 10h – Praça Tubal Vilela
Varginha - 10h – Concha Acústica (Centro)
Viçosa - 10h – Quatro Pilastras (UFV)

MATO GROSSO DO SUL

Campo Grande – 14h – Praça do Rádio
Caracol – 15h – Praça 1º de Maio
Dourados – 15h – Praça Antônio João

MATO GROSSO

Cuiabá – 16h – Praça Alencastro

PARÁ

Paragominas – 16h – Praça Célio Miranda
Belém – 8h – Escadinha Estação das Docas
Marabá – 16h – Praça Duque de Caxias

PARAÍBA

Campina Grande – 15h30 – Praça da Bandeira
João Pessoa – 13h30 – Av. Epitácio Pessoa (em frente do Grupamento de Eng.)

PERNAMBUCO

Olinda – 10h – Praça Do Quartel (Bairro Novo)
Orobó – 15h – Quadra Central
Petrolina - 15h30 – Praça da Catedral
Recife – 9h30 – Av Boa Viagem

PIAUÍ

São Luís do Piauí - 16h – Rua Francisco de Sousa Salles
Teresina - 16h – Av. Mar. Castelo Branco em frente à Alepi

PARANÁ

Apucarana – 15h – Praça Rui Barbosa
Arapongas – 15h – Praça Mauá
Cascavel – 15h – Catedral N.S. Aparecida
Castro – 15h – Praça Manoel Ribas
Curitiba – 14h – Praça Santos Andrade
Dois Vizinhos – 15h – Praça da Amizade (Praça do Pedágio)
Foz Iguaçu – 9h – Praça do Mitre
Francisco Beltrão – 15h – Calçadão da Igreja Matriz
Guarapuava – 16h – Praça Cleve
Irati - 15h30 – Praça da Bandeira
Jacarezinho - 16h – Faculdade de Filosofia
Laranjeiras do Sul - 14h – Praça José Nogueira Amaral
Londrina – 15h – Colégio Vicente Rijo
Maringá – 14h – Catedral
Palmeira – 14h – Praça da Rua Conceição
Paranaguá – 15h – Praça da Bíblia (ao lado do terminal urbano)
Paranavaí - 14h – Praça dos Pioneiros
Ponta Grossa – 15h – Praça de Novoa Aldeia (Centro)
Querência do Norte – 13h – Praça Central
Rio Negro – 15h30 – Praça Lauro Müler em Mafra
Toledo – 14h – Lago Municipal
Wenceslau Braz – 16h – Espaço Chico

RIO DE JANEIRO

Cabo Frio – 15h – Praça da Cidadania / Praça Porto Rocha
Niterói – 10h – Reitoria Universidade Federal Fluminense
Petrópolis – 14h – Praça Dom Pedro II (Centro)
Resende – 14h – Calçadão Campos Elíseos
Rio de Janeiro - 11h – Praia de Copacabana em frente à R. Sousa Lima, Posto 5
Volta Redonda – 9h30 – Praça Brasil

RIO GRANDE DO NORTE

Caico – 16h – Av. Renato Dantas (Rodoviária)
Mossoró – 16h – Rua João Marcelino (Praça do Diocesano)
Natal - 15h – Midway Mall

RONDÔNIA

Porto Velho – 14h – As 3 Caixas D’água
Presidente Medici – 15h – Av 30 de junho (Auto Posto Santa Maria)

RORAIMA

Boa Vista – 15h – Praça Caixa d’água / 16h – Praça do Centro Cívico

RIO GRANDE DO SUL

Alegrete – 15h – Praça Nova (Camelódromo)
Cachoeira do Sul - 13h30 – Paço Municipal (Cheateau d’Eau)
Campo Bom – 9h – Largo Irmãos Vetter
Canela – 13h30 – Catedral da Pedra
Canoas - 15h – Praça do Avião
Caxias do Sul - 15h30 – Praça Dante
Erechim – 14h – Praça da Bandeira
Espumoso – 15h – Praça Borges Medeiros
Ibirubá – 14h – Praça General Osório
Imbé – 14h – Prefeitura
Lajeado – 15h – Parque Theobaldoo Dick
Novo Hamburgo – 15h – Praça Punta Del Este
Pelotas – 15h – Praça Cel. Pedro Osório
Porto Alegre - 14h – Parcão
Santa Cruz do Sul - 15h – Praça do Palacinho
Santa Maria – 14h – Praça Saldanho Marinho
Santa Rosa – 16h – Parcão
Sapiranga – 15h – Parcão
São Gabriel - 14h – Trevo entrada da Cidade
Uruguaiana – 15h30 – Praça Braão do Rio Branco
Vacaria – 15h – Praça Daltro Filho

SANTA CATARINA

Araranguá – 16h – Calcadão Central
Balneário Camboriú – 15h – Praça Almirante Tamandaré
Blumenau - 14h – Em frente a Prefeitura
Brusque - 10h – Praça da Prefeitura
Campos Novos – 16h – Praça Lauro Muller
Caçador – 15h – Praça da Carroça-Beira Rio
Chapecó – 10h – Praça Coronel Bertado
Concórdia – 10h – Posto Lamonato
Criciúma – 16h – Parque das Nações
Florianópolis – 15h – Trapiche da Beira-Mar
Gaspar – 14h – Prefeitura
Itajaí – 15h – Beira Rio (Av. Min. Victor Konder)
Itapema – 15h – Praça da Paz (Centro)
Jaraguá do Sul - 15h – Praça Angelo Piazera
Joinville – 15h – Praça da Bandeira
Mafra – 15h30 – Praça do Alto de Mafra
Maravilha – 17h – Praça da Matriz
Morro da Fumaça – 14h – Ao lado da Prefeitura
Timbó – 9h – Prefeitura
Tubarão – 16h – Praça Sete em frente ao Museu Willy Zumblick

SERGIPE

Aracaju – 15h – Treze de Julho

SÃO PAULO

Adamantina – 16h – Praça Élio Micheloni
Americana – 16h – Praça do Trabalhador
Araraquara – 16h – Praça da Arena da Fonte
Araras – 15h – Praça Barão de Araras
Araçatuba – 9h30 – Av. Brasília x Pompeu
Assis - 16h – Praça Arlindo Luz
Atibaia – 10h – Praça da Matriz (Centro)
Batatais – 10h – Igreja da Matriz
Bauru – 8h30 – Av. Getulio Vargas
Bebedouro – 10h – Praça da Matriz (Concha Acústica)
Birigui - 10h – Praça Dr. Gama
Botucatu - 14h – Largo da Catedral
Campinas – 14h – Largo do Rosário
Capivari – 16h – Praça Central
Cerquilho – 15h – Praça do Convivio
Dracena - 14h – Praça Arthur Pagnozzi
Fernandópolis – 10h30 – Praça da Matriz (em frente a Pernambucanas)
Franca – 15h – Catedral
General Salgado – 10h – Calçadão
Guarujá – 17h – Praça das Bandeiras
Guarulhos – 11h – Bosque Maia
Indaiatuba – 9h30 – Parque Ecológico
Itanhaem – 14h30 – Praça da Igreja de Sant’Anna
Itapetininga - 14h30 – Praça dos Amores
Itapeva – 15h – Praça de Eventos Zico Campolim
Itu - 16h30 – Igreja Matriz
Jaboticabal - 16h – Praça 9 de Julho
Jacarei - 10h – Praça da Cidade
Jaú - 15h – Praça do Beko
Jundiai – 9h30 – Av. Nove de Julho
Lençóis Paulista – 14h – Praça do Ginásio de Esportes “Tonicão”
Limeira – 15h – Praça Toledo de Barros
Lins – 9h30 – Praça da Igreja Dom Bosco
Mogi Das Cruzes - 9h – Praça Oswaldo Cruz (Praça do Relógio)
Mogi-Guaçu – 14h – Campo da Brahma
Nova Odessa – 15h – Praça José Gazzetta (Centro)
Osasco – 14h – Estação de Trem
Ourinhos – 14h – Praça Mello Peixoto
Penápolis – 9h – Santa Leonor
Peruibe - 14h – Praça Lino Passos
Pindamonhangaba – 15h – Praça da Cascata
Piracicaba – 9h – Praça José Bonifácio
Piraju – 13h – Praça Matriz São Sebastião
Pirajuí – 15h – Praça na frente da Prefeitura
Pirassununga – 15h30 – Praça Central da Matriz
Pompeia – 9h – Via expressa em frente a rotatoria da Unipac
Praia Grande - 14h – Praça 19 de Janeiro
Presidente Epitácio – 15h – Praça do Cruzeiro
Presidente Prudente – 16h – Parque do Povo (Prox. Colégio Poliedro)
Presidente Venceslau – 9h – Praça Nicolino
Promissão – 10h – Praça Nove de Julho
Ribeirão Preto – 10h – Praça XV
Rincão - 14h – Prefeitura Municipal
Rio Claro – 9h – Praça dos Bancos
Salto – 16h – Praça XV
Santa Bárbara D’Oeste – 16h – Em frente a Prefeitura
Santa Fé do Sul - 15h – Praça Salles Filho (Centro)
Santo André – 10h – Paço Municipal
Santos - 14h – Praça da Independência
Sertãozinho – 16h – Praça 21 de Abril (Centro)
Sorocaba – 15h – Praça do Canhão
Sumaré - 10h – Praça das Bandeiras (Centro)
São Caetano do Sul – 14h – Av Goiás próximo Escola Digital
São Carlos – 10h – Av. Com. Alfredo Maffei (Praça do Mercado)
São José do Rio Preto – 10h – Em frente a Prefeitura
São José dos Campos – 14h – Praça Afonso Pena
São João da Boa Vista – 9h – Praça Cel. Joaquim José
São Paulo – 14h – Av. Paulista x R. Pamplona
Tatuí – 15h – Praça da Matriz
Taubaté - 15h – Praça do Batalhão
Tietê - 11h – Praça Dr. Elias Garcia
Ubatuba – 10h – Pista de Skate
Vinhedo – 14h – Portal
Votuporanga - 10h – Concha Acústica

TOCANTINS

Palmas – 16h – Praça dos Girassóis

NO EXTERIOR (HORÁRIO LOCAL)

ALEMANHA

Berlim – 16h – Embaixada Brasileira
Frankfurt - 16h – Consulado Brasileiro

ARGENTINA

Bariloche - 15h – Centro Cívico

AUSTRÁLIA

Sydney – 16h – Martin Place

BOLÍVIA

Cochabamba - 12h – Praça das Bandeiras

CANADÁ

Montreal - 15h – Consulado do Brasil
Toronto - 14h – Queen’s Park

ESTADOS UNIDOS

Miami – 15h – Bayside
Nova York – 14h – Times Square, 45/46
San Francisco – 13h – Justin Herman Plaza
Seattle - 14h – Seattle Mall
Washington – 10h – Embaixada Brasileira

FRANÇA

Paris - 16h – Embaixada Brasileira

INGLATERRA

Londres - 15h – Embaixada Brasileira

IRLANDA

Dublin – 16h – Embaixada Brasileira

ITÁLIA

Milão – 16h – Consulado Brasileiro
Roma- 16h – Embaixada Brasileira

PORTUGAL

Lisboa – 16h – Praça Luís de Camões/Consulado Brasileiro
Porto – 16h – Consulado Brasileiro